A expectativa é de que possam ser gerados cerca de 600 postos de trabalho, além dos serviços remunerados indiretos relacionados à carga e descarga de alimentos e transporte.

Em reunião realizada na última quarta-feira, 03, no Palácio Olímpio Campos, entre o Prefeito de Itabaiana, Adailton Sousa, o Governador Belivaldo Chagas e o representante da empresa Iconbras, ficou definido que a Ceasa (Central de Abastecimento de Itabaiana) será inaugurada neste mês de fevereiro. 

Além de estabelecer a data prevista para o próximo dia 22/02, foi acordado que será editado um decreto que afetará a área do entorno do empreendimento, restringindo sua destinação às atividades industriais/comerciais.

Essa medida propõe ordenar melhor a cidade, organizando o espaço e evitando transtornos de mobilidade na região e para possíveis moradores, caso não haja algo que ordene.

Segundo o prefeito Adailton Sousa, a inauguração da Ceasa é um momento louvável para o povo itabaianense, “o  nosso comércio é gigante. A vinda da Ceasa pra cá, fará com que a gente possa aumentar ainda mais a nossa produção e distribuição, principalmente pela localização chave ao lado da BR 235. Fico muito feliz em poder ajudar no desenvolvimento econômico de cada itabaianense que sabe o verdadeiro valor do trabalho,”

Também estiveram presentes na reunião, o deputado estadual Talysson de Valmir; a secretária de obras, urbanismo, infraestrutura e dos serviços públicos, Deilza de Assis; a procuradora do município, Dra. Andréa Machado; o assessor do município, Lucas Cardinali; os secretários de estado Ubirajara Barreto (Sedurbs) e André Luiz Bomfim (Seagri); e o superintendente especial de Parcerias Público-privadas de Sergipe (Superpar), Oliveira Júnior.

A Ceasa de Itabaiana foi construída através do Programa de Parcerias Público-Privadas de Sergipe com investimento na ordem de R$ 36.060.925,64.

A expectativa é de que possam ser gerados cerca de 600 postos de trabalho, além dos serviços remunerados indiretos relacionados à carga e descarga de alimentos e transporte; ampliação escoamento da produção agrícola no Agreste sergipano.

Fonte: Secom Itabaiana