O deputado federal por Sergipe Bosco Costa (PL), citado numa matéria da Folha de São Paulo, como um dos parlamentares acusados de desvio de emendas da saúde no ano passado, disse que não tem nada a esconder e mandou à imprensa planilhas das suas emendas referentes ao exercício 2020.

A matéria faz referência a uma investigação da Polícia Federal no Maranhão. O parlamentar sergipano disse que em momento algum foi procurado pela Polícia Federal e que não tem nada a esconder, pois suas emendas de 2020 provam que não destinou nada para o Maranhão, apenas para municípios de Sergipe. (Veja as planilhas abaixo).

Os outros dois deputados citados na matéria da Folha são Josimar Maranhãozinho (MA) e Pastor Gil (PB), também do PL.

De acordo com a matéria da Folha, a PF apreendeu anotações manuscritas e mensagens em aparelhos celulares durante Operação Ágio Final, deflagrada no ano passado.

Ainda segundo a matéria, Bosco e os outros dois deputados são investigados em um esquema de extorsão contra prefeituras que foram beneficiadas com as emendas obtidas pelos três parlamentares.

Confira as planilhas de emendas do parlamentar disponibilizadas à imprensa.