Na semana da mulher, o Portal Itnet vai homenagear cinco Itabaianenses de poder, que lutam dia a dia pelo seu espaço e brilham no que fazem!

Por Taís Cristina e Genildo Gois

Se o assunto é mulher de poder, temos que falar de Vânia!

Uma das grandes mulheres representantes de Itabaiana e sua cultura, Vânia é a primeira mulher marcadora de quadrilha do Nordeste (ou até mesmo do Brasil)!

Conhecida como Vânia da Balança Mais Não Cai, ou até mesmo como Vânia de Salomão, ela está há 28 anos à frente da quadrilha fundada pelo seu pai. “Sou uma mulher empoderada mesmo! E isso se dá pelo espelho que tenho dentro de casa, que é minha mãe (Dona Nide) e minha irmã (Elizângela), que para mim também são mulheres de poder” diz Vânia.

VÂNIA, UMA ITABAIANENSE DE FIBRA:

Ela também é cabeleireira, filha, mãe, irmã, avó, tia. E é da sua profissão que tira o seu sustento e dos seus filhos.

-O meu salão é o mais animado da cidade, porque eu arrumo os cabelos dançando!

Vânia é uma mulher de múltiplas funções, e tem uma enorme paixão pela família e pela quadrilha, ambas com o mesmo significado e importância, até porque quando se fala em Balança Mais Não Cai, se fala na família de Salomão e Dona Nide!

-Meu pai não me chamou pra ser marcadora, eu quem disse a ela que seria! Pedi que ele fizesse pelo menos um teste e aqui estou até hoje; e levo essa quadrilha com garra e determinação!

A quadrilha não faz parte apenas do período junino para Vânia, faz parte da vida! São os 12 meses do ano de dedicação à quadrilha que leva o nome de Itabaiana para todo Brasil.

MULHER DE PODER:

-Eu tenho dentro de casa o espelho de uma verdadeira mulher de poder, que é a minha mãe. E assim, não só eu, mas também minha irmã, nos tornamos mulheres de poder, mulheres fortes, que sabem e lutam pelo que querem. É isso que passo para minha filha e todas as mulheres que estão diretamente e indiretamente ao meu lado. A mulher tem uma força surpreendente, é a mulher que gera a vida aos seus!

MULHER DE PODER NA PANDEMIA:

O ano passado foi muito difícil para quem era acostumado a passar o mês de junho todo “dançando”, correndo para lá e para cá, viajando por várias cidades para se apresentar, concorrendo a prêmios, dando entrevistas, brilhando…

-Infelizmente a pandemia tirou a vida de muita gente, mas não tirou o nosso amor pela quadrilha, e nem a esperança de logo em breve voltar aos palcos da vida, superados e mais brilhantes ainda. Apesar de tudo, eu vejo um retorno triunfal para quadrilha e todos ao seu redor. Quando estamos parados, a costureira não costura, o dono do armarinho não vende, o cantor não canta, o tocador não toca, todos precisam e querem ver a quadrilha dançar, e verão logo em breve com fé em Deus.

 Para Vânia e seus quadrilheiros, assim como para todos, de forma em geral, está sendo um “tormento” tudo isso, mas eles seguem juntos, aguardando a volta aos palcos, o sonzinho que sai da sanfona, os vestidos rodados e o barulho de fogos, coisas que só encontramos no Nordeste.

ORGULHO DE SER MULHER [DE PODER]:

-Eu carrego comigo um orgulho muito grande de ser mulher. Porque mulher é um ser mágico, que além de gerar a vida dos seus, educa, alimenta e prepara para a vida. O afeto da mulher é forte e verdadeiro, ela luta pelos seus objetivos e defende os seus, sem medo! Todas as mulheres são mulheres de poder!

Vânia é motivo de orgulho para todos nós! É um exemplo de força e determinação. Ela vai a luta em busca de seus objetivos, sonhos, e do seu PODER. Parabéns pelo seu dia, HOJE E SEMPRE!