O indiciado foi o autor da colisão que resultou na morte de motociclista no Centro da capital sergipana.

A Delegacia Especial de Delitos de Trânsito (DEDT) concluiu as investigações sobre o acidente que resultou na morte do motociclista Marcus Aurélio Amor Divino, no dia 12 de dezembro de 2020, no Centro de Aracaju.

O procedimento investigativo resultou na identificação do condutor da caminhonete. Gladson Santos Costa foi indiciado por homicídio culposo duplamente qualificado. Ele também alterou o veículo após o acidente fatal.
 

De acordo com a delegada Daniela Lima, o condutor da caminhonete foi identificado a partir da coleta de materiais no local do acidente e também a partir da análise de câmeras de segurança do possível trajeto do veículo.

“Na cena, foram deixadas peças da caminhonete, tornando possível determinar a versão e o modelo do veículo. Com base nisso, foram buscadas imagens de câmeras privadas e públicas, identificando o autor”, detalhou.

Daniela Lima explicou o indiciamento do condutor da caminhonete, autor do acidente fatal, após as investigações que contaram com o trabalho do Instituto de Criminalística (IC).

“Finalizamos os trabalhos e chegamos à conclusão com o indiciamento de Gladson como autor de homicídio culposo de trânsito, duplamente qualificado pela omissão de socorro e pela ausência de Carteira Nacional de Habilitação (CNH)”, ressaltou.

Junto ao homicídio culposo duplamente qualificado, também houve o indiciamento pela adulteração do veículo após o acidente.

“Além desse indiciamento, ele também foi indiciado pelo artigo 302, do Código Brasileiro de Trânsito (CTB), por alterar o veículo causador do acidente com o intuito de apagar vestígios do crime”, informou a delegada responsável pelas investigações, Daniela Lima.

Fonte e fotos: SSP/SE