A Secretaria Municipal de Saúde informou que está monitorando a situação da idosa, e que uma terceira dose não será administrada.

Uma idosa de 75 anos foi imunizada contra o coronavírus, com duas vacinas diferentes, em Aracaju. No dia 15 de março ela recebeu a primeira dose da CoronaVac; ontem, 05, quando a idosa foi a um posto de saúde para receber a segunda dose, ela foi imunizada com a Oxford/AstraZeneca.

A cuidadora da idosa fotografou e filmou a caderneta e expos a situação nas redes sociais.  A Secretaria Municipal de Saúde confirmou o erro, informou que está monitorando a situação da idosa, disse que não há risco de efeito colateral e que uma terceira dose não será administrada.

“Não há registro na literatura de reações adversas nesses casos. O Ministério da Saúde orienta que não se administre uma terceira dose em situações como essa, que já foram registrados em outros estados. A orientação é que a população continue seguindo os protocolos sanitários de distanciamento social e uso de máscara e sempre apresente cartão de vacinação no momento da imunização”, disse a Infectologista da rede municipal de saúde de Aracaju, Fabrízia Tavares.

Ainda conforme a pasta, este é um caso isolado. A senhora também está sendo monitorada pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), com a realização de testes sorológicos.

A secretaria disse também que os protocolos serão reforçados nos pontos de vacinação, a fim de garantir a segurança do usuário e a transparência da Campanha de Vacinação. A triagem na recepção será redobrada e a orientação é que o cartão de vacinação é obrigatório para o recebimento da vacina.