Os dois são suspeitos da morte do garoto de quatro anos, ocorrida no dia 08 de março.

A Justiça decretou a prisão temporária de Monique Medeiros e do vereador Jairo Souza Santos Junior, o Dr. Jairinho, mãe e padrasto suspeitos da morte do garoto Henry, de apenas quatro anos, ocorrida no dia 08 de março, no Rio de Janeiro.

O casal foi preso na manhã desta quinta-feira, 08, em uma casa em Bangu, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro. Os dois foram conduzidos para a delegacia de Polícia Civil da Barra da Tijuca.

A morte do garoto Henry inicialmente tinha como causa um acidente doméstico, como se o menino tivesse caído da cama, mas perícias médicas constataram que Henry foi vítima de agressões.

No dia que morreu, o garoto estava no apartamento que a mãe vivia com o padrasto e os dois chegaram a levar Henry ao hospital, mas ele não resistiu.

Com os resultados dos exames, imagens de câmeras de segurança e depoimentos, a polícia começou a desconfiar que o casal seria o responsável pela morte de Henry e agora, a prisão temporária foi decretada pela Justiça, visto que os dois estariam atrapalhando o andamento das investigações.

Foto: Reprodução/Globo